QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS ENTRE O CARVALHO FRANCÊS E O AMERICANO?


Como diria o Yoda, muitas diferenças eles têm.

A começar pelo preço. O carvalho francês custa o dobro. Mas e por quê? Simples. Como o carvalho francês não é serrado utiliza-se somente 15% para a tanoaria, isto é, para a feitura dos tonéis. Já o carvalho americano mais de 50%.

Mas as diferenças não ficam por aí. No francês, como não há como serrar a madeira preserva sua integridade, inclusive com o sumo interno que será, aos poucos, absorvido pelo vinho, nos diversos usos.

Além do que o carvalho francês tem um crescimento linear o ano inteiro, sendo assim se torna linearmente mais poroso, podendo haver mais contanto com o oxigênio, além da maior absorção de seus taninos e aromas pelo vinho.

Por último dependendo da região em que foi plantado, as principais na França são Limousin, Allier, Nevers e Vosges. Mais importante ainda, cada uma destas florestas passam ao vinho aromas diferentes, café, torrado, defumado, manteiga, pois possuem madeira com características distintas. Já ao carvalho americano é igual, coco e baunilha.

Portanto, os tonéis de carvalho francês são os mais apreciados, e, também, mais caros, obtendo vinhos de maior complexidade e aromas.

Normalmente o carvalho americano é  mais utilizado em vinhos jovens e o francês para os vinhos que vão para a guarda.

About these ads

6 thoughts on “QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS ENTRE O CARVALHO FRANCÊS E O AMERICANO?

  1. Nunxa iria imaginar estas diferenças. Sempre vejo falar que vinho tal foi passado por carvalho americano ou francês mas nunca tinha tido esta curiosidade …
    valeu pela dica e informação!

    • Danubia, valeu pela presença neste blog. Como visto as diferenças são enormes. Há, inclusive diferenças entre os carvalhos franceses. Os vindos de Allier são os melhores.

      Um abraço Peter

  2. Esta dos carvalhos,para mim e mais uma arranjada pelos grandes tanto das madeiras ,como dos vinhos,eu conheco vinhos ,e ja bebi alguns que nunca foram a madeira e sao vinhos espectaculares,que nao ficam a dever nada aos dos carvalhos.entao como se chamam as varias variedades de carvalhos que ha em Portugal?e como hei-de chamar aos barris antigos de madeira de castanho?e dos quais saiam vinhos muito bons?espero mais explicacoes.Obrigado.

    • Jose Simoes. Nada a explicar, a não ser a mídia que adora um vinho mais barricado, vide Robert Parker e Michel Rolland. Concordo contigo. J[a bebi vinhos maravilhosos que não passaram nem perto de madeira. Como apreciei um dos melhores portugueses que foi o Tonel 3/4 do Mouchão que, se não me falhe a memória não tem carvalho francês ou americano. O grande problema é que os que estão começando no vinho são muito influenciáveis pela mídia.

      Um abraço Peter

  3. O melhor vinho que existe é o que você gosta. Ponto.
    Acho jocoso comentários do tipo: tem um bom barril, vinho equilibrado, hum cheiro de frutas silvestres, frutas vermelhas, amora, tabaco, couro, baunilha, violeta, pimenta, especiarias entre outros tantos aromas já catalogados. O mais bizarro que já li foi o comentário de um sommelier: este vinho tem cheiro de estrebaria.
    Engraçado nunca ninguém tomou vinho com gosto de uva.

    • O vinho é prazer, cada qual tem o seu. Claro que este horizonte de prazer pode ser aumentado com a experiência de novos estilos e uvas. Agora, de fato alguns vinhos têm cheio de couro, de ser daí a comparação com a estrebaria. Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s